Especialidades Médicas e Serviços Clínicos

Gastrenterologia

Equipa do Serviço de Gastrenterologia
Missão | Visão | Política de Qualidade

Missão

Acrescentar “valor” aos cuidados de saúde que presta aos utentes com patologia oncológica do foro digestivo.
Colaborar em ações de prevenção do cancro digestivo (rastreio, tratamento e vigilância de lesões pré-malignas).
Promover o ensino e a investigação no âmbito da gastrenterologia oncológica.

Visão

O Serviço de Gastrenterologia do IPOC pretende ser um Serviço de referência regional e nacional no âmbito da patologia oncológica digestiva, fornecendo cuidados de saúde de qualidade, centrados no doente, promovendo a multidisciplinaridade e a eficiência. A atualização técnica e científica dos seus profissionais, assim como o ensino e a investigação, são fatores fundamentais para manter um nível assistencial que se pretende de excelência.

Política da Qualidade

O Serviço de Gastrenterologia assume um compromisso com a Qualidade numa perspetiva de melhoria contínua que pretende refletir em todas as suas áreas de atividade, propondo-se a:

Promover uma prestação de cuidados orientada à eficiência e excelência;

  • Promover uma prestação de cuidados orientada à eficiência e excelência;
  • Organizar a ativade em torna das necessidades e expectativas dos utentes;
  • Promover uma cultura de segurança para utentes e profissionais;
  • Criar e incentivar o desenvolvimento de uma cultura de aprendizagem organizacional;
  • Assegurar a implementação dos requisitos Institucionais, regulamentares, legais, normativos e de boas práticas.
Carteira de serviços
  • Consultas:
    • Gastrenterologia
    • Risco Familiar de Cancro Digestivo
    • Hepatologia Oncológica
    • Tumores Neuroendócrinos Digestivos
    • Rastreio do Cancro Colorretal (RCCR), no âmbito do RCCR de base populacional da ARS Centro.
    • Decisão Terapêutica:
    • Digestivo (esófago-gástrico; Colorretal; Hepatobiliopancreáticos);
    • Tumores Neuroendócrinos Digestivos
  • Internamento
  • Exames Complementares de Diagnóstico*:
    • Endoscopia Digestiva Alta (EDA) com cromoscopia eletrónica
    • Biopsias endoscópicas
    • Dilatações
    • Colocação de Próteses
    • Colocação de Sondas para alimentação
    • Colocação de PEG
    • Colonoscopias Total com cromoscopia eletrónica
    • Colonoscopia com ileoscopia
    • Colonoscopias esquerdas; retossigmoidoscopias; Anuscopias
    • Polipectomias
    • Mucosectomias
    • Disseção Endoscópica da Submucosa
    • Ecoendoscopia Radial e Linear com Doppler
    • Punções/Biopsias guiadas por EcoEndoscopia
    • Colocação de Endo-sponge e Eso-spong
    • Aplicação de Árgon
    • Aplicação de Clips
    • Aplicação de laços
    • Injeção endoscópica de fármacos / Esclerose
    • Tatuagem
    • Ecografia Abdominal
    • Biópsia Hepática Guiada por Ecografia
    • Testes Respiratórios para Helicobacter Pylori

* Inclui colonoscopias efetuadas no âmbito do rastreio do cancro colorretal promovido pela Administração Regional de Saúde no Centro nos casos com pesquisa de sangue oculto nas fezes positiva.

Informação atualizada de acordo com o procedimento – PRO.125.01

Critérios de referenciação externa

Consulta Externa:

Gastrenterologia oncológica

Critérios de referenciação:

Patologia Maligna ou Pré-maligna digestiva

Exames de diagnóstico e estadiamento indicados, para referenciação à 1ª Consulta Hospitalar, por patologia maligna do foro digestivo:

  • Carcinoma do esófago (médio e inferior): Endoscopia Digestiva Alta com biópsias; Estudo histológico; TAC toraco-abdomino-pélvica.
    • Nota: Carcinoma do esófago superior/cervical – referenciar para Consulta de Cirurgia de Cabeça e Pescoço.
  • Carcinoma Gástrico: Endoscopia Digestiva Alta com biópsias; Estudo histológico; TAC toraco-abdomino-pélvica.
  • Carcinoma do Cólon: Colonoscopia com biópsias; Estudo histológico; TAC toraco-abdomino-pélvica.
  • Carcinoma do reto: Colonoscopia com biópsias; Estudo histológico; TAC toraco-abdomino-pélvica.
    • Nota: RMN pélvica será realizada no IPOC
  • Hepatocarcinoma: Tac Toraco-abdomino-pélvica / RMN hepática; Alfa-fetoproteína
  • Carcinoma do Pâncreas: TAC Toraco-abdomino-pélvica / RMN pancreática
Consulta de Risco Familiar

Critérios de referenciação:

  • CARCINOMA GÁSTRICO
    • 1. > 2 carcinomas gástricos, em familiares de 1º ou 2º grau, independentemente da idade, um dos casos de tipo difuso;
    • 2. História pessoal/familiar de carcinoma gástrico difuso e carcinoma lobular da mama, antes dos 70 anos, familiares de 1º ou 2º grau;
    • 3. Carcinoma gástrico difuso antes dos 50 anos;
    • 4. Carcinoma gástrico difuso e carcinoma lobular da mama no mesmo doente, antes dos 70 anos;
    • 5. Carcinoma gástrico difuso e história pessoal ou familiar de fenda do palato ou labial;
    • 6. Agregação familiar de 3 ou mais casos de carcinoma gástrico;
  • CARCINOMA COLORRETAL (CCR) – CCR até aos 50 anos com indicação de realização de teste genético germinativo
    • 1. Dois diagnósticos síncronos ou metácronos do espetro de Síndrome de Lynch;
    • 2. Diagnóstico de CCR ou Carcinoma do endométrio > 50 anos e 1 familiar de 1º grau com cancro do espetro de Lynch < 50 anos ou 2 familiares em 1º grau, independente da idade
    • 3. Carcinoma do endométrio e 2 ou mais casos de cancro do espetro de Síndrome de Lynch;
    • 4. Estudo IHQ das proteínas MMR normal, mas agregação familiar de tumores do espetro de Síndrome de Lynch;
    • 5. Estudo IHQ das proteínas MMR alterado
    • 6. CCR sem estudo prévio do tumor por IHQ e / ou MSI

Critérios de referenciação por polipose cólica:

  • 1. > 10 adenomas colorretais cumulativos antes dos 60 anos;
  • 2. > 20 adenomas colorretais cumulativos a partir dos 60 anos;
  • 3. > 10 adenomas colorretais cumulativos a partir dos 60 anos e história familiar de cancro colorretal ou polipose cólica;
  • 4. 2 ou mais pólipos hamartomatosos;
  • 5. 5 ou mais pólipos juvenis colorretais ou história familiar de Polipose Juvenil, independente do número de pólipos

História pessoal ou familiar de polipose serreada

  • 1. > 5 lesões serreadas proximais ao reto, de tamanho > 5 mm, e pelo menos duas > 10 mm de tamanho;
  • 2. > 20 lesões serreadas de qualquer tamanho, distribuídas pelo cólon, sendo pelo menos 5 proximais ao reto;
  • 3. Critérios de Síndrome de Polipose Serreada e alguns adenomas;
  • Nota: lesões serreadas incluem pólipo hiperplásico, lesão serreada séssil com ou sem displasia e adenoma serreado tradicional
  • CARCINOMA DO PÂNCREAS
    • 2 ou mais familiares de 1º grau com diagnóstico de adenocarcinoma do pâncreas, sem diagnóstico de Síndrome Hereditário

Guias de Apoio – Em construção

Endoscopia digestiva alta (ver folheto)

Colonoscopia (ver folheto)

Ecoendoscopia (ver folheto)

Cuidados com exames sob sedação anestésica (ver folheto)

Gastrostomia endoscópica percutânea (PEG) (ver folheto)

Sonda Nasogástrica (ver folheto)

Serviço

Diretor(a) de Serviço

Ana Teresa Matos Cadime

Enfermeiro(a) em Exercício de Função de Chefia

Maria do Carmo Pereirinha Vaz Flores

Médicos

Ana Teresa Cadime

Daniel Brito

Luís Elvas

Miguel Areia

Sandra Saraiva

Susana Alves

Maria Inês Viegas

Enfermeiros

Maria Carmo Flores

Conceição Craveiro

Marina Pedrosa

Elisabete Mendes

Mariana Heleno

Marta Gomes

Ana Conceição

Pedro Figueiredo

Assistentes Técnicos

Anabela Oliveira

Inês Dias

Assistentes Operacionais

Graça Matos

Paula Paixão

Celeste Santos

Carla Marques

Diana Brás

Consultas – Em construção

Produção Científica – em construção
2017
  • Taveira F, Areia M, Elvas L, Alves S, Brito D, Saraiva S, Cadime AT. Quality in Colonoscopy: Beyond the Adenoma Detection Rate Fever. GE Port J Gastroenterol. 2017 Sep;24(5):211-218. PMID: 29255755 – Ver artigo.
  • Elvas L, Brito D, Areia M, Carvalho R, Alves S, Saraiva S, Cadime AT. Impact of Personalised Patient Education on Bowel Preparation for Colonoscopy: Prospective Randomised Controlled Trial. GE Port J Gastroenterol. 2017 Jan;24(1):22-30. PubMed PMID: 28848777 – Ver artigo.
  • Elvas L, Areia M, Brito D, Alves S, Saraiva S, Cadime AT. Premedication with simethicone and N-acetylcysteine in improving visibility during upper endoscopy: a double-blind randomized trial. Endoscopy. 2017 Feb;49(2):139-145. PubMed PMID: 27852098 – Ver artigo.

2016
  • Bisschops R, Areia M, Coron E, Dobru D, Kaskas B, Kuvaev R, et al. Performance measures for upper gastrointestinal endoscopy: A European Society of Gastrointestinal Endoscopy quality improvement initiative. United European Gastroenterol J. 2016 Oct;4(5):629-656. PubMed PMID: 27733906 – Ver artigo.
  • Bisschops R, Areia M, Coron E, Dobru D, Kaskas B, Kuvaev R, et al. Performance measures for upper gastrointestinal endoscopy: a European Society of Gastrointestinal Endoscopy (ESGE) Quality Improvement Initiative. Endoscopy. 2016 Sep;48(9):843-64. PubMed PMID: 27548885 – Ver artigo.
2014
  • Areia M, Alves S, Brito D, Cadime AT, Carvalho R, Saraiva S, et al. Health-related quality of life and utilities in gastric premalignant conditions and malignant lesions: a multicentre study in a high prevalence country. J Gastrointestin Liver Dis. 2014 Dec;23(4):371-8. PubMed PMID: 25531994 – Ver artigo.
  • Areia M, Dinis-Ribeiro M, Rocha Gonçalves F. Cost-utility analysis of endoscopic surveillance of patients with gastric premalignant conditions. Helicobacter. 2014 Dec;19(6):425-36. PubMed PMID: 25164596 – Ver artigo.
  • Marques-Silva L, Areia M, Elvas L, Dinis-Ribeiro M. Prevalence of gastric precancerous conditions: a systematic review and meta-analysis. Eur J Gastroenterol Hepatol. 2014 Apr;26(4):378-87. PubMed PMID: 24569821 – Ver artigo.
  • Miguel Areia, Mário Dinis-Ribeiro, Sociedade Portuguesa de Endoscopia Digestiva (SPED). One day of upper gastrointestinal endoscopy in a southern european country. GE J Port Gastrenterol 2014;21(3):97-101 – Ver artigo.
2013
  • Areia M, Pimentel-Nunes P, Marcos-Pinto R, Dinis-Ribeiro M. Gastric cancer: an opportunity for prevention. Acta Med Port. 2013 Nov-Dec;26(6):627-9. PubMed PMID: 24388244 – Ver artigo.
  • Kikuste I, Marques-Pereira R, Monteiro-Soares M, Pimentel-Nunes P, Areia M, Leja M, Dinis-Ribeiro M. Systematic review of the diagnosis of gastric premalignant conditions and neoplasia with high-resolution endoscopic technologies. Scand J Gastroenterol. 2013 Oct;48(10):1108-17. PubMed PMID: 24047392 – Ver artigo.
  • Carvalho R, Areia M, Brito D, Saraiva S, Alves S, Cadime AT. Endoscopic mucosal resection of large colorectal polyps: prospective evaluation of recurrence and complications. Acta Gastroenterol Belg. 2013 Jun;76(2):225-30. PubMed PMID: 23898560 – Ver artigo.
  • Carvalho R, Areia M, Brito D, Saraiva S, Alves S, Cadime AT. Diagnostic accuracy of lugol chromoendoscopy in the oesophagus in patients with head and neck cancer. Rev Esp Enferm Dig. 2013 Feb;105(2):79-83. PubMed PMID: 23659506 – Ver artigo.
  • Areia M, Carvalho R, Cadime AT, Rocha Gonçalves F, Dinis-Ribeiro M. Screening for gastric cancer and surveillance of premalignant lesions: a systematic review of cost-effectiveness studies. Helicobacter. 2013 Oct;18(5):325-37. PubMed PMID: 23566268 – Ver artigo.
  • M Areia, A Dias Pereira, A Banhudo, G Coutinho. Non-steroidal anti-inflammatory drugs and gastroprotection gap among family physicians: results from a survey. GE J Port Gastrenterol 2013;20(6):243-249 – Ver artigo.
Publicações Prévias – em atualização
  • Pimentel-Nunes P, Dinis-Ribeiro M, Soares JB, Marcos-Pinto R, Santos C, Rolanda C, et al. A multicenter validation of an endoscopic classification with narrow band imaging for gastric precancerous and cancerous lesions. Endoscopy. 2012 Mar;44(3):236-46. PubMed PMID: 22294194 – Ver artigo.
  • Dinis-Ribeiro M, Areia M, de Vries AC, Marcos-Pinto R, Monteiro-Soares M, O’Connor A, et al. Management of precancerous conditions and lesions in the stomach (MAPS): guideline from the European Society of Gastrointestinal Endoscopy (ESGE), European Helicobacter Study Group (EHSG), European Society of Pathology (ESP), and the Sociedade Portuguesa de Endoscopia Digestiva (SPED). Endoscopy. 2012 Jan;44(1):74-94. PubMed PMID: 22198778 – Ver artigo.
  • Dinis-Ribeiro M, Areia M, de Vries AC, Marcos-Pinto R, Monteiro-Soares M, O’Connor A, et al. Management of precancerous conditions and lesions in the stomach (MAPS): guideline from the European Society of Gastrointestinal Endoscopy (ESGE), European Helicobacter Study Group (EHSG), European Society of Pathology (ESP), and the Sociedade Portuguesa de Endoscopia Digestiva (SPED). Virchows Arch. 2012 Jan;460(1):19-46. PubMed PMID: 22190006 – Ver artigo.
  • Carvalho R, Brito D, Areia M, Saraiva S, Alves R, Ferreira A, França C, Pedrosa M, Craveiro C, Catré A, Teresa Cadime A. Ensaio clínico randomizado para avaliar o impacto do ensino personalizado na preparação intestinal para colonoscopia – resultados preliminares. GE – J Port Gastrenterol 2012;19:183-189 – Ver artigo.
  • R Carvalho, M Areia, D Brito, S Saraiva, AT Cadime. 7. Injeção de corticoide no tratamento de estenose esofágica refratária. GE J Port Gastrenterol. 2012;19:270-1 – Ver artigo.
  • Silva FB, Dinis-Ribeiro M, Vieth M, Rabenstein T, Goda K, Kiesslich R, Haringsma J, Edebo A, Toth E, Soares J, Areia M, Lundell L, Marschall HU. Endoscopic assessment and grading of Barrett’s esophagus using magnification endoscopy and narrow-band imaging: accuracy and interobserver agreement of different classification systems (with videos). Gastrointest Endosc. 2011 Jan;73(1):7-14. PubMed PMID: 21184868 – Ver artigo.
  • Riaz, F., Areia, M., Silva, F.B., Dinis-Ribeiro, M., Nunes, P.P., Coimbra, M. Gabor textons for classification of gastroenterology images. Proceedings – International Symposium on Biomedical Imaging, 2011; 5872368: 117-120 .
  • Coimbra M, Riaz F, Areia M, Baldaque Silva F, Dinis-Ribeiro M. Segmentation for classification of gastroenterology images. Conf Proc IEEE Eng Med Biol Soc. 2010;2010:4744-7. PubMed PMID: 21096247 – Ver artigo.
  • Areia M, Soares M, Dinis-Ribeiro M. Quality reporting of endoscopic diagnostic studies in gastrointestinal journals: where do we stand on the use of the STARD and CONSORT statements? Endoscopy. 2010 Feb;42(2):138-47. PubMed PMID: 20140830 – Ver artigo.
  • Sousa, A., Dinis-Ribeiro, M., Areia, M., Coimbra, M. Identifying cancer regions in vital-stained magnification endoscopy images using adapted color histograms. Proceedings – International Conference on Image Processing, ICIP 2009; 5414082: 681-684.
  • Sousa A, Dinis-Ribeiro M, Areia M, Correia M, Coimbra M. Towards more adequate colour histograms for in-body images. Conf Proc IEEE Eng Med Biol Soc. 2008;2008:2193-6. PubMed PMID: 19163133 – Ver artigo.
  • Dinis-Ribeiro M, Correia R, Santos C, Fernandes S, Palhares E, Silva RA, Amaro P, Areia M, Costa-Pereira A, Moreira-Dias L. Web-based system for training and dissemination of a magnification chromoendoscopy classification. World J Gastroenterol. 2008 Dec 14;14(46):7086-92. PubMed PMID: 19084915 – Ver artigo.

Qualidade- Em construção
Outros Documentos – Em Construção

Contactos

Número de telefone: 

239 400 347

Horário de contacto:

Manhã:11:00 às 12:30

Tarde: 14:00 às 15:30

Endereço eletrónico:

Consultas: consultagastro@ipocoimbra.min-saude.pt

Exames: sec.gastro@ipocoimbra.min-saude.pt

Horário de atendimento: 

Segunda a sexta-feira das 8h00 às 16h00

Localização

Edifício 2 (Oncologia Médica e Laboratórios) – Piso 1

Mapa do IPO de Coimbra com os acessos aos Edifícios em período de obra.

Atualizado a 02/10/2023

Voltar